Relatório sobre um aluno do 7º ano.

Ao observar um aluno com TEA, notou se que é necessário levar em consideração os mínimos critérios, por exemplo: Onde o aluno irá se posicionar em sala, como será sua avaliação? Na oralidade ou na escrita? com maior tempo para a sua realização? Avaliação irá depender do estado emocional que o aluno se encontrar no dia, talvez seja preciso que realize outra, em outro dia ou horário, em que estiver mais calmo, pois o aluno sempre oscila em seu comportamento, trabalhar antecipação da prova e ou outras atividades propostas, pois ele precisa de um preparo, de planejamento.
Nesta Escola Estadual é elaborado o PEI, onde é aceitável adequações durante o ano, dependendo de como o aluno aceita e se desenvolve, de como ele é observado e por quem.
Com um olhar humano é sempre possível verificar se o currículo que está adaptado, se encontra adequado, ou se necessita de ajustes ao longo prazo, pois o aluno demonstra resistência em alguns aspectos e nem sempre consegue adaptar-se ao meio.
Na escola somos todos educadores e aprendizes, erramos e acertamos, o importante é não desistirmos dos nossos alunos, até mesmo daqueles com maior comprometimento, todos aprendem, precisamos descobrir suas competências e habilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *