Aula 2 – Análise do currículo escolar e avaliação do aluno com autismo

Aula 2 – Análise do currículo escolar e avaliação do aluno com autismo

Todo o material deste curso (incluídos vídeos, textos e imagens) estão protegidos por direitos autorais de seu criador sendo proibida toda e qualquer forma de plágio, cópia, reprodução ou qualquer outra forma de uso, não autorizada expressamente, seja ela onerosa ou não, sujeitando-se o transgressor, as penalidades previstas civil e criminalmente.

NOTAS IMPORTANTES: Não recomendamos a utilização das informações constantes nestes materiais sem a realização do Curso, ficando sob inteira responsabilidade do leitor, a interpretação da presente.

5 respostas em “Aula 2 – Análise do currículo escolar e avaliação do aluno com autismo”

Foi pensado em um aluno com TEA que frequenta o Educação Infantil em escola regular. Com base em observações no espaço da sala de aula identificou-se que é uma criança que compreende instruções simples, tem bom desempenho na habilidade de imitar os colegas e a professora, realiza brincadeiras paralelas com os pares e com dicas verbais e/ou físicas segue a rotina da turma. Há dificuldade nas habilidades de atenção compartilhada, na resposta ao nome e na linguagem expressiva, costuma se comunicar com gestos ou leva as professoras até os itens de seu interesse. O aluno tem muito interesse por letras e números, já identifica algumas vogais e números de 1 ao 5, mas não os nomeia. Observa-se que informações apresentadas pela via visual são mais interessantes para ele e há melhor desempenho. O espaço da sala de aula parece ser adequado ao estudante, não há questões de hiper ou hipo sensibilidade, é uma turma relativamente pequena, que conta com uma auxiliar e uma tutora para o aluno em questão. A família é colaborativa, tem bom diálogo com os profissionais da escola. Com base no exposto, entende-se que serão necessárias adaptações curriculares para o aluno, deverão ser mais estimuladas suas habilidades de linguagem e brincar compartilhado. No processo de aprendizagem, deverão ser utilizadas suas potencialidades e interesses, como a habilidade visual e os interesses por letras e números.

Ja fazem mais de dez anos que estou na área da educação especial e não conhecia os modelos de adaptação, grande e pequeno porte.

Essa professora tem muito domínio do conteúdo. Ela vai explicando os detalhes do que está no slide e enriquecendo as informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *